quarta-feira, 5 de março de 2014

RESENHA: A CULPA É DAS ESTRELAS :)


Bom, hj eu estou aqui para fazer a resenha de um livro maravilhoso, que vai virar filme agora em 2014 (podem me chamar de louca, mas eu estou contando os dias para isso acontecer) e eu tenho certeza de que ta na wishlist de 4 entre 3 meninas, mas os meninos tbm, por que esse livro é daqueles que agrada a todos. Eu botei ele na minha lista dos 10 preferidos, mas é a primeira vez que falo dele aqui. Então vamos á resenha ?


  '' A culpa é das estrelas'' é um livro de autoria do queridissimo autor norte-americano John Green, que vem conquistando mais publico adolescente a cada dia. Esse livro é narrado na 1° pessoa por Hazel, uma menina de dezesseis anos que sofre de câncer no pulmão desde os treze, Hazel conhece um garoto de dezessete anos, que também tem câncer, só que nos ossos, ele se chama Augustus, ou como a maioria o chamam '' Gus''. No meio do livro eles vão acabar descobrindo um amor incondicional que um sente pelo outro e vão acabar namorando.


Mas o livro foca mais na vida de Hazel, mas vai acontecer um fato na vida dos dois, que o livro vai falar mais de Augustus (não vou contar que fato é esse). O livro também tem outros personagens que eu amei como o Isaac, o pai do Augustus ( que o livro não fala qual é o nome), entre outros. Todos muito divertidos. O livro todo é muito divertido, e tem partes realmente tocantes, que me fizeram chorar. A Culpa é das estrelas está marcado como o primeiro livro que conseguiu arrancar lagrimas dos meus olhos.


Eu sempre tive uma visão preconceituosa de que livros que os protagonistas são pessoas doentes são muito tristes, e por isso fiquei indecisa se ia ou não comprar esse livro. Mas John Green me provou justo o contrario. A Hazel, apesar de ter câncer é uma garota daquelas que nunca perdem o bom-humor e isso é que é o cartão-postal do livro. Esse livro não é nem um pouquinho triste, e o John consegue botar nesse livro várias coisas do universo adolescente como: mensagens pelo celular, e-mails e também tem aquela linguagem incrível, que nós adolescentes usamos muito.


Claro, que como todo livro, sempre tem os mocinhos e os vilões. Eu já falei quem eram os mocinhos, agora vocês precisam conhecer os vilões, ou melhor: o vilão. Peter Van Houten é o escritor do livro preferido de Hazel, que como o livro tem um final meio que sem coerência  e também não tem uma continuação, Hazel vai até a Holanda junto com Augustus para ter as respostas para as perguntas que ela quer saber sobre o livro. Só que lá, Peter acaba tratando os dois muito mal e eles acabam ficando com ódio dele, e isso torna Peter o vilão. Mas no final do livro, quando você lê, você percebe que ele é apenas o mocinho, só que na sua própria história.


Eu fui pesquisar na internet se o Peter Van Houten, e se o seu livro (o preferido de Hazel) '' Uma Aflição imperial'' existiam mesmo, e vi que os dois são da imaginação de John Green, e que nem um nem outro existe na vida real. E confesso que isso me deixou triste, pois se esse livro existisse, eu ia mesmo comprar.


No dia 27 de fevereiro, eu fui á Aracaju e comprei '' O Teorema de Katherine'', também de John Green e vou começar a ler já já.


A culpa é das estrelas é recheado de frases lindas e encantadoras, enquanto eu lia, ia marcando as frases que eu mais gostava para postar no blog. E cá estão elas:

'' Não contei que o diagnóstico veio três meses depois da minha primeira menstruação. Tipo: parabéns! Você já é uma mulher. Agora morra'' - página 29

'' Os mortos são visíveis apenas através do terrível olho vigilante da memória. Os vivos, graças aos céus, mantêm a capacidade de surpreender e de decepcionar'' - página 107

'' Não importa quão forte seja o impulso, não importa o quão alto se chegue, não será possível dar uma volta completa'' - página 117

'' E é na liberdade que a maioria das pessoas encontra o pecado'' - página 144

'' Alguns infinitos são maiores que outros'' - página 173

''Sem dor, não poderíamos reconhecer o prazer'' - página 246




Besos da Klara :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário