terça-feira, 25 de março de 2014

RESENHA: A MENINA QUE COLECIONAVA BORBOLETAS :)



   Olá galera! Primeiramente gostaria de pedir mil desculpas a vocês por não ter postado no sábado, domingo e segunda, o motivo foi que hoje (terça-feira) eu entrei numa semana de provas aqui na escola, então em vez de ficar no computador fazendo posts pro blog, resolvi estudar. Até o dia 3 de março vai ser assim, então vou estar ausente aqui no KF por todos esses dias. Bom, mas mudando de assunto, eu estou aqui para resenhar o novo livro da Bruna Vieira que foi lançado no começo de fevereiro pela editora Gutemberg, A Menina Que Colecionava Borboletas. Eu gostei muito dele, só não gostei do fato da Bruna ter dito que esse livro não ia focar muito em ''relacionametos'' e acabou tendo muitas crônicas sobre esse assunto nele; mas, beleza,  por que todos nós sabemos qual é o  assunto preferido da Bruna em seus livros de crônicas, não é mesmo?
  Eu ainda não acabei de ler esse livro, ainda estou na página 50; mas tudo bem, vou resenhar ele mesmo assim aqui no blog.



Como mostra nas duas imagens acima, eu também tenho os outros dois livros dela: Depois dos Quinze e De Volta aos quinze, que também já fiz a resenha qui no blog. Assim como Depois dos quinze, A menina que colecionava borboletas também é um livro de crônicas, a diferença entre os dois é que AMQCB é um livro de crônicas e pensamentos da Bruna e DDQ é um livro de crônicas e contos, e tbm tem a questão de que AMQCB é mais adulto e não foca só no amor e relacionamentos.


Eu queria já falar da estética dele. Eu achei essa capa linda, com um monte de borboletas voando e tal, mas quando eu vi o livro pela primeira vez confesso que me assustei com a finura dele. Eu já sabia que ele tinha só 150 páginas, mas não esperava que fosse tão fino assim. Eu queria que o livro fosse mais grosso, até por que, a Bruna é uma ótima escritora e esse livro ficou tão show, que eu não queria que acabasse tão cedo.


Várias da crônicas que eu via ali, ela já tinha postado no seu blog e eu já tinha lido, então isso teve o seu lado positivo e negativo. O positivo foi: foi bom reler esses textos, por que são ótimos mesmo; e o negativo: eu queria novidades, textos que eu nunca tinha visto e tal, mas a Bruna sempre faz isso nos seus livros de crônica, então cabe ao leitor aceitar. De todas as que eu li, a minha preferida foi Corpão, por que ela fala da beleza, de bulemia, entre outros assuntos que envolvem o nosso corpo.


Outra coisa clichê no livro dela: Depois dos Quinze tem no final aquela playlist do ''leia este livro ouvindo'' e nesse livro também tinha essa playlist, gostei mais da playlist desse livro do que a de DDQ. E confesso que não li esse livro ouvindo música nenhuma, pois eu não consigo ler nada se tiver algum som por perto: de televisão, música e etc.


No meio de DDQ, tinha textos bem curtinhos mesmo, com fotos da Bruna por traz. Nesse livro é parecido, pois tem algum texto e um desenho por traz, como nas fotos abaixo:

 Quando li o livro, e via alguma frase bonita ou coisa parecida, eu marcava ela com o marcador de texto, já pensando em posta-la no blog. E cá estão, algumas das frases que mais gostei nesse livro:

'' Quando você deseja o bem, o bem te deseja também'' - página 83.

 '' Não guarde rancor. Nda acontece por acaso. Precisamos aprender a tirar boas lições até das piores experiências. Os sentimentos negativos, quando acumulados dentro da gente, contaminam todo o resto'' - Página 28.




Espero que tenham gostado da resenha desse maravilhoso livro de crônicas. Para ler mais resenhas de livros aqui no blog, é só clicar AQUI.

Beijos :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário